Venezuelanos iniciam curso de capacitação de corte de cabelos nos abrigos

A iniciativa é uma parceria firmada entre a Semcaspi e a Fundação Wall Ferraz

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) deu início nesta quarta-feira, (10/02), o curso de capacitação na área de estética para os venezuelanos que estão em abrigos na capital. A capacitação, que tem carga horária de 20 horas, vai profissionalizar os venezuelanos em corte de cabelos masculino e feminino.
 

Foto: AscomSemec reúne autoridades e discute volta às aulas
Semec reúne autoridades e discute volta às aulas

  A iniciativa é uma parceria firmada entre a Semcaspi e a Fundação Wall Ferraz e tem como objetivo oferecer oportunidades aos venezuelanos para adentrar no mercado de trabalho.

Segundo Cristina Moura, assessora técnica do gabinete da Semcaspi, a proposta de oferecer oportunidades profissionais aos venezuelanos, que estão em abrigos, é uma forma de possibilitar aos venezuelanos autonomia, cidadania e de adquirir a própria renda.

“A ideia é que os venezuelanos avancem, individualmente, e tenham uma profissão. A Semcaspi e a Fundação Wall Ferraz oferecerão outros cursos, este é só o primeiro. O curso de corte de cabelos foi uma das demandas deles mesmo, como uma das atividades que poderão exercer. Até porque, o trabalho com corte de cabelo é universal, todos os espaços, sejam bairros nobres ou regiões periféricas, necessitam deste cuidado com a beleza e com a higiene”, esclareceu Cristina Moura.
Para Lílian Gabriela, coordenadora do abrigo Ka-Ubanoko II, o curso de capacitação profissional representa aos venezuelanos muita expectativa de novas possibilidades de gerar renda.

“Antes de chegar a Teresina, estas famílias venezuelanas viviam da agricultura, pesca e artesanato e agora, estão frente a um novo ramo, vão poder desenvolver e ter um trabalho. Eles querem trabalhar! Esta iniciativa é de grande valor para eles, que vão se sentindo, de fato, incluídos na sociedade”, reforçou a coordenadora do abrigo Ka-Ubanoko II, Gabriela.

Vontade de aprender
Dentre os inscritos na capacitação profissional do curso de corte de cabelos, está o Jorge, que é um dos venezuelanos alojados em abrigos de Teresina, que tem muita vontade de aprender um novo ofício e dele conquistar sua renda.