Piauí desenvolve projeto para alfabetizar 200 mil jovens e adultos

O programa faz parte do PRO Educação e tem a parceria da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O governador Wellington Dias recebeu, nessa terça-feira (23), consultores da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que apresentaram os processos e etapas do Programa Alfabetização de Jovens e Adultos. A iniciativa está inserida dentro do PRO Piauí Educação e tem como meta alfabetizar 200 mil jovens em todo o Piauí em dois anos.

Na reunião foram demonstrados os objetivos e premissas do projeto e o governador ressaltou a importância da educação no desenvolvimento econômico e social, e disse aos técnicos que a meta é trabalhar a qualificação profissional, levando em conta o potencial do aluno.

“Pelo cronograma, medidas estão sendo adotadas já para termos as primeiras turmas em condições de iniciar aula a partir do mês de maio, mas também estamos trabalhando o programa de certificação, certificando os conhecimentos que a pessoa possui e ainda para que possamos fazer uma busca ativa para quem parou de estudar voltar à sala de aula”, afirmou Wellington.
“O desafio de alfabetizar 200 mil alunos no período de dois anos é grande. Esse projeto faz parte do PRO Educação e agora estamos na fase de implantação, fazendo o busca ativa e vamos alfabetizar esses piauienses”, diz o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, informando que será feito em breve o lançamento do programa.
O consultor Henrique Paim afirma que a FGV vai acompanhar toda a execução do projeto, da implantação até a certificação. “Estamos executando as etapas do projeto e estamos confiantes no êxito desse programa”, diz Paim.