PF apreende lista com 57 nomes de pessoas vacinadas irregularmente em MG

Operação foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (26)
Foto: reproduçãoPF chega a empresa de ônibus em MG
PF chega a empresa de ônibus em MG

  

A Polícia Federal apreendeu, na manhã desta sexta-feira (26), uma lista com nome de 57 pessoas que supostamente foram vacinadas na última terça-feira (23), em uma empresa de transportes que fica no bairro Caiçara, na Região Noroeste de Belo Horizonte. A empresa foi alvo de operação da Polícia Federal, que investiga se houve vacinação irregular.

Os empresários Robson Lessa e Rômulo Lessa foram entrevistados informalmente por policiais federais durante a Operação Camarote. O irmão deles, Rubens Lessa, também será ouvido, mas não há confirmação da data.

A Operação Camarote apura a suposta importação irregular de vacinas e a receptação doses, segundo a PF. Os dois empresários negaram o fato. Mas há indícios de que tenham obtido os imunizantes em algum país que faz fronteira com o Brasil e, não, diretamente com a Pfizer.

Foto: reproduçãomomento da vacinação na empresa de ônibus
momento da vacinação na empresa de ônibus

Um vídeo gravado mostra uma movimentação anormal no local na última terça-feira (23). Imagens internas de segurança devem ser analisadas pela PF para tentar comprovar o episódio. Pessoas que supostamente receberam as doses já foram identificadas e também serão ouvidas. Um dos donos da Saritur, Rubens Lessa, disse que a denúncia é de 'total desconhecimento da diretoria' da Saritur.

Fonte: G1