JUNTA - Festival de Dança inicia nesta quinta-feira, (5)

A 6ª edição - Plataformas Incendiárias - será online e gratuita
Foto: AscomJUNTA - Festival de Dança inicia nesta quinta-feira, (5)
JUNTA - Festival de Dança inicia nesta quinta-feira, (5)

 Nesta quinta-feira (5) começa a 6ª edição do JUNTA – Festival Internacional de Dança. Diante do cenário da pandemia da COVID-19, o Festival desbrava novas maneiras de existir e realiza pela primeira vez uma edição totalmente online. A programação é gratuita e acontece de 5 a 8 de novembro no site www.juntafestival.com.br.

Esta 6ª edição traz a provocação “Plataformas Incendiárias”, onde são colocados temas para se aquecer, requentar, colocar e apagar fogo através da dança dos corpos e das palavras em espaços de debate.

“Pensar em Plataformas Incendiárias é olhar para onde colocar e onde apagar o fogo. É pensar na natureza, na vida, nas pessoas, nas realidades”, explica um dos diretores e curadores do JUNTA, Datan Izaká.

O primeiro dia de programação traz a estreia da obra “Suspeit%, uma performance monitorada” do grupo piauiense Original Bomber Crew (OBC). O grupo é referência na formação em dança de rua no Piauí e já possui 15 anos de atuação em práticas, pesquisa e produção da cultura Hip-Hop. Em “Suspeit%”, a OBC propõe uma experiência de dança que “é quase nada e pode ser tudo que se tem”. Espasmos coreografados, micromovimentos quebrados do breaking e do lugar de origem de cada um do artistas. No mesmo dia, tem também a live show “Epifania”, título do próximo álbum do teresinense O Transtorno.  

Este ano o JUNTA traz uma mostra de performances visuais que será disponibilizada para streaming no site do festival. A “Mostra Para Que Não Vire Cinzas” reúne produções de artistas de vários cantos do mundo e diferentes linguagens artísticas, como a dança e o audiovisual, incluindo videoperformances construídas por videochamadas. Além disso, os espetáculos e live shows da programação serão apresentados ao vivo diretamente da cidade dos artistas.

A programação do JUNTA é gratuita, mas como forma de garantir a sustentabilidade do Festival, o público pode contribuir com a compra de um “ingresso voluntário”, escolhendo o valor que quiser para contribuir com a viabilidade da edição (e da próxima). A contribuição pode ser feita pelo link: picpay.me/juntafestival


Confira a programação completa:

Quinta-feira (05/11)
9h – Mostra Para que Não Vire Cinzas
Títulos: Onde foi que eu me meti? – Luna Dias (PB)
Polvo – Bia Figueiredo (PR)
Aqui? – Atma Adriara (PI)
17h – ESTREIA – Espetáculo Suspeit% - Original Bomber Crew (PI)
20h – Live Show Epifania – O Transtorno (PI)

Sexta-feira (06/11)
9h – Mostra Para que Não Vire Cinzas
Títulos: Oxóssi-Orfeu – Indira Brígido (CE)
O Novo Anormal – Luiz Outro (PI)
Para mover céus e terra – Cia Kawin (RJ)
10h – Papos de Kombi
20h – Espetáculo Talvez seja isso – Cia Dançurbana (MS)

Sábado (07/11)
9h – Mostra Para que Não Vire Cinzas
Títulos: Del otro lado del inverso – Franco Ovideo (Chile)
Dança de aproximamento da morte – Wilena Weronez (PI) Cuando el bosque avance – Tamara Brito de Heer (Espanha)
10h – Papos de Kombi
17h – Espetáculo Bichos Soltos – Clarice Lima (CE/SP) 18h – Buchada
Domingo (08)
9h – Mostra Para que Não Vire Cinzas
Títulos: Buraco – Cia víÇeras (DF)
Camboa – Bruno Moreno (SP/PI)
24por9 – Antropositivo (SP)
15h – Buchada
19h – Experiência em Dança Telekinesis – Co-inspirantes (Chile)
20h – Live Show Getúlio Abelha (PI/CE)