"Jairinho " espanca enteados e deixa criança com rosto desfigurado em Teresina

Caso aconteceu no residencial Dilma Rouseff, na zona Norte de Teresina
Foto: reproduçãogaroto agredido
garoto agredido

 A Polícia Militar (PM) fez o atendimento na noite da última segunda-feira (12) de uma denúncia em que duas crianças, com idades de oito meses e 04 anos, foram agredidas pelo padastro identificado como Hélio de Lima Silva, mais conhecido como “Jairinho Paulista”, no residencial Dilma Rousseff, na zona Norte de Teresina. As vítimas foram levadas ao Hospital Mariano Castelo Branco e em seguida, para o Hospital Urgência de Teresina.

“O bebê está com hematomas no braço esquerdo, que a família acredita que foi da agressão.O garoto mais velho está com o rosto desfigurado. Estamos em diligências para tentar prender o Hélio. Ele tem um histórico de agressões contra a mãe das crianças. Esperamos obter êxito nessa prisão”, disse o tenente Elivaldo, comandante do 13 BPM.De acordo com a Polícia, o acusado teria agredido o bebê de oito meses e no momento em que a mãe levou o filho para o hospital, Jairinho aproveitou para bater no garoto de 04 anos, que ficou com o rosto desfigurado devido os socos que recebeu.

Uma parente da família, que não teve o nome revelado, disse que ouviu a gritaria da criança pedindo para não ser apanhar e que o acusado aumentou o som de uma TV para evitar que os familiares escutassem o pedido de socorro.

“Ele usou uma talas de coco nas agressões. A criança pedia para não ser agredida. O garoto foi transferido para HUT para fazer uma radiografia e saber a gravidade das agressões. Queremos que ele seja preso e pague pelo que fez”, disse a dona de casa.

Foto: reproduçãoacusado de cometer as agressões
acusado de cometer as agressões

A Polícia Militar esteve na residência da família, mas não conseguiu localizar o agressor, que teria fugido por um matagal que fica na região. Vizinhos contaram que o casal estava separado, mas que a mulher teria aceitado a volta do marido, recentemente, pra casa.