Estado volta a contratar leitos de UTI privados para Covid

Além disso, o governo vai abrir chamamento para contratação de 60 vagas de UTI na rede privada.

O governo já estuda outras medidas para tentar evitar o pior. Uma delas é a ampliação dos leitos de UTI, com a abertura de 40 novas vagas nos hospitais Natan Portela, HGV, Monte Castelo e da Polícia Militar. Além disso, o governo vai abrir chamamento para contratação de 60 vagas de UTI na rede privada.

Isso leva a supor que houve precipitação no fechamento dos hospitais de campanha, quando a pandemia ainda não estava sob controle, o que só ocorrerá quando pelo menos 70% da população estiver imunizada. Paralelamente, houve um afrouxamento na fiscalização das regras de controle sanitário. E o que se vê agora é uma nova explosão de casos.

Era esperado para ontem o posicionamento do Prefeito Dr.Pessoa sobre o decreto do governo do Estado que restringiu o horário de funcionamento de algumas atividades econômicas. O prefeito acabou não participando da reunião que estava agendada com o COE estadual, na qual foi representado pelo presidente da Fundação Municipal de Saúde, Dr. Gilberto Albuquerque.

Dr. Gilberto partilha da mesma preocupação dos médicos do COE. Ele está vendo os leitos e equipes de saúde sobrecarregados com números que não param de crescer. As medidas do decreto estadual foram até brandas se levarmos em conta a realidade atual. É bom lembrar o que aconteceu no fim do ano em Manaus, quando a pandemia dava sinais de que iria sair do controle e, sob pressão da sociedade, o governo voltou atrás na imposição de medidas restritivas. Prevenir é sempre melhor do que enterrar os mortos.