Empresa Dois Irmãos encerra atividades em Timon

A informação foi confirmada pelo Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana

Os veículos da empresa Dois Irmãos, que circulavam nas linhas entre Teresina e Timon, deixaram de rodar no último dia 18 de janeiro. A informação foi confirmada pelo Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana (CIMU), responsável pelas linhas entre as duas cidades, que informou que a empresa só comunicou oficialmente a paralisação das atividades uma semana após os veículos deixarem de circular. 

Para minimizar prejuízos à população, as nove linhas que eram operadas pela Dois Irmãos atualmente foram assumidas, de forma emergencial, pela Timon City, empresa que também é permissionária do sistema. 

"Nós tomamos conhecimento, através de redes sociais, que a empresa Dois Irmãos, que é uma das permissionárias do transporte semi urbano entre Timon e Teresina, iria fazer uma paralisação do serviço, deixaria de atender as linhas que competem a ela. Imediatamente, notificamos a empresa, que só nos comunicou oficialmente que estava paralisando as atividades uma semana depois.  Em diálogo com a ANTT, resolvemos ceder as linhas da Dois Irmãos para a Timon City. Ela terá que obedecer todos os itinerários, todas as linhas, todos os horários que pertenciam a empresa Dois Irmãos, para que não haja nenhum prejuízo para a população", destaca o diretor do Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana. 

Após a empresa encerrar as atividades, o Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana deve abrir um novo processo licitatório. O objetivo é contratar uma nova empresa para assumir, de forma definitiva, as linhas de ônibus por um período de 10 anos. 

Atualmente, está sendo elaborado um Plano Geral de Outorgas, que precisa ser aprovado por órgãos como a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Ministério dos Transportes, Ministério da Infraestrutura e Tribunal de Contas da União(TCU). A expectativa é que o edital seja lançado em até 180 dias e que a nova empresa contratada comece a atuar ainda em 2021.

O Consórcio responsável pelas linhas entre Timon e Teresina também deve deliberar nos próximos dias se a Timon City ficará responsável por todas as linhas que eram operadas pela Dois Irmãos, ou se outra empresa será  convocada para prestar o serviço até a conclusão do processo licitatório. 

Impacto

A empresa Dois Irmãos era responsável pela maior parte das linhas existentes entre Timon e Teresina. Das 14 existentes, 9 eram operadas pela empresa. 

Ao todo 27 ônibus da Dois Irmãos circulavam diariamente nas nove linhas, além de veículos reservas que eram utilizados  para eventuais substituições. 

O Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintetro-PI) estima que pelo menos 160 trabalhadores devem ser demitidos com o encerramento das atividades da empresa 

A empresa

Fundada na década de 70, a empresa Dois Irmãos exerceu por mais de 40 anos o transporte de passageiros entre as cidades de Teresina e Timon. Em 2018, já enfrentando dificuldades financeiras, a empresa iniciou um processo de recuperação judicial. 

Por meio de nota, a Prefeitura de Timon se manifestou sobre o encerramento das atividades da empresa Dois Irmãos:

A Prefeitura Municipal de Timon informa que tomou conhecimento da suspensão ilegal das atividades da empresa de transporte coletivo Dois Irmãos ( detentora da concessão  pública em Timon), através de mensagens compartilhadas nas redes sociais. Na manhã de segunda - feira (18), após fiscalização realizada pelo Consórcio Intermunicipal de Mobilidade  Urbana - CIMU, foi constatado que os ônibus não estavam circulando na cidade . 

A empresa não informou aos órgãos competentes sobre a decisão unilateral de cancelamento, diante disso, o CIMU adotou as devidas medidas administrativas, como a notificação da empresa e comunicação  junto a ANTT sobre a desistência da empresa e o início da elaboração do edital de chamamento público emergencial, para possibilitar que outras empresas possam atender as necessidades do usuário.

Ressaltamos ainda que a empresa Timon City ( permissionária do sistema) assumiu as linhas  ocupadas pela empresa Dois Irmãos até a finalização de todo processo.