Conselho da Ocepi é destituído

A plenária entendeu que a falta de prestação de contas do ano de 2020 infringiu o estatuto social.
Foto: DivulgaçãoConselho da Ocepi é destituído
Conselho da Ocepi é destituído

 A Assembleia Geral do Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Piauí (Ocepi), destituiu, na noite desta sexta-feira, 29/1/2021, os membros do Conselho Administrativo da entidade. A plenária entendeu que a falta de prestação de contas do ano de 2020, especialmente da gestão de Isaías Sebastião de Almeida Neto, também presidente da cooperativa Coave, infringiu o estatuto social do sindicato, além de outras graves acusações contra os agora ex-gestores da Ocepi.

Entenda o caso: O Conselho Fiscal do Sindicato das Cooperativas, há muitos meses, vem tentando verificar as contas da entidade a fim de auditá-las, conforme é sua obrigação estatutária. Ocorre que o atual presidente, o vereador de Teresina, Leonardo Eulálio, vem escondendo a documentação do referido órgão, em evidente prejuízo aos interesses dos associados.

E, para pressionar os membros do referido conselho fiscal, o presidente enviou correspondência endereçada aos mesmos, simplesmente destituindo-os de seus mandatos. Um ato de desespero na opinião de Marcos Venícios, membro eleito do sindicato. 

Como se não bastasse, convocou às pressas uma eleição antecipada, repleta de fraudes ao estatuto social no entender do Conselho Fiscal, que ocorreria neste sábado, 30/01/2021. 

Porém, a referida AGE para eleição foi cancelada hoje, já que a intenção dos dirigentes da Ocepi é não prestar contas e encurtar o mandato dos diretores fiscais.

A saída adotada pela Assembleia foi destituir os membros do Conselho de Administração e nomear uma junta de governança provisória. Três nomes foram escolhidos pela Assembleia, com o objetivo de finalizar o mandato e convocar eleições, seguindo a regra do estatuto social da entidade.

Foto: DivulgaçãoConselho da Ocepi é destituído
Conselho da Ocepi é destituído