Carnaval no Piauí começa sem festividades devido pandemia da Covid-19

Em Teresina não haverá ponto facultativo para os servidores públicos municipais

A pandemia da Covid-19 não mudou apenas a rotina dos piauienses, que agora vivem um novo “normal”, como também a programação das grandes festividades que marcam o estado. Como é o caso do carnaval, que neste ano vai sofrer alterações nos dias em que é comemorado.

No Piauí, um decreto estadual impede a realização de eventos com potencial de aglomeração em espaços públicos e privados durante o Carnaval no Maranhão. Foram suspensas parcialmente as portarias estaduais que permitem festas com aglomeração e que utilizem música ao vivo, mecânica ou ambiente, entre os dias 12 a 18 de fevereiro.

Para evitar aglomerações e colapso na Rede de Saúde, o governador decidiu pela não realização de eventos carnavalescos no Piauí, bem como suspendeu os pontos facultativos da segunda-feira de carnaval e da Quarta-Feira de Cinzas. 

"Este ano, estamos adotando a medida da não realização de eventos carnavalescos porque temos uma situação em que há alta transmissibilidade, alto risco e ampliação do adoecimento. Isso poderia levar a colapso a algumas regiões de saúde, portanto, é melhor evitar. Já começamos a vacinar, temos condições de até o mês de junho avançar na imunização no Piauí e no Brasil. A gente já suportou até aqui, então estou suspendendo o ponto facultativo da segunda e na quarta-feira de carnaval e vamos garantir que as pessoas possam cumprir o protocolo. Todas as equipes de vigilância em saúde e segurança, Estado, Município e Federal, todos estaremos integrados para salvar vidas”, afirmou.

Seguindo a mesma ideia, em Teresina, por exemplo, durante a folia momesca não haverá feriado ou ponto facultativo para os servidores públicos municipais. O mesmo acontece para o comércio na capital, que funcionará em horário normal no período em que seria comemorado o carnaval, de acordo com o Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas).

A cidade de Luís Correia, no litoral do Piauí, que é conhecida por seu tradicional carnaval, está impedida de serem realizadas festas carnavalescas para evitar aglomerações e conter o avanço dos casos de Covid-19 no município. O decreto da prefeitura proibiu a realização de festas, shows, eventos comerciais, particulares e similares no período do carnaval.

As fiscalizações serão intensificadas para exigir o cumprimento do decreto municipal que proíbe matinês, bailes ou qualquer outro evento festivo que aglomere pessoas e facilite a disseminação do vírus. Música ao vivo em bares e restaurantes também está proibida.