Banda 16 de Agosto volta a suspender ensaios

A pandemia do coronavírus vem mudando vidas desde março de 2020.
Foto: AscomBanda 16 de Agosto volta a suspender ensaios
Banda 16 de Agosto volta a suspender ensaios

  

A pandemia do coronavírus vem mudando vidas desde março de 2020. Hospitais, escolas, serviços públicos e privados precisaram encontrar novas formas de seguir em frente e se adaptar ao que chamamos de novo normal. Com a música não foi diferente. Shows foram cancelados e festivais adiados. As apresentações ficaram suspensas e muitas ainda estão sem data para retornarem.

A Banda 16 de Agosto tem uma longa história musical com a cidade. Completando 53 anos, em 2021, ela vem se readaptando durante todo esse período de pandemia. Inicialmente com a suspensão das atividades presenciais, depois com a volta e novamente ficando de forma remota.

Nem a rotina de ensaios das bandas pode continuar. Maestro Rocha Sousa, novo coordenador da banda, conta os desafios enfrentados pela nova gestão com a pandemia. “Quando assumimos a coordenação, o cenário de saúde era diferente e voltamos às nossas atividades presenciais, para que os músicos pudessem se integrar. Trabalhamos em rodízio, dividindo a banda em grupos de 10 a 12 músicos, que ensaiavam seguindo os protocolos de segurança. Foi muito bom pois os músicos sentiam falta de estarem juntos, a música flui melhor”, conta o Maestro Rocha Sousa.

Porém com o agravamento da pandemia, novas medidas foram necessárias e buscando preservar a saúde dos músicos e seguir os protocolos impostos pelas autoridades de saúde, a banda suspendeu suas atividades presenciais mais uma vez.

Alberto Yure é saxofonista da 16 de agosto há 10 anos e encara a mudança com calma. “Nós temos que seguir as recomendações das autoridades e ter cuidados com a nossa saúde e dos nossos entes queridos, não tem jeito. Nós estamos sempre nos readaptando e os ensaios de forma remota são um pouco mais complexos e requerem mais cuidado e técnica da nossa parte. É muito diferente do presencial, mas está dando certo, maestro Rocha tem sido atencioso e cuidadoso”, pontua Alberto Yure.

A Banda 16 de Agosto é mantida pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Para mais informações sobre esse e outros projetos, basta acessar o site fcmc.teresina.pi.gov.br.